Veja 7 dicas de como proteger os backups e armazenamento de dados!

6 minutos para ler

Por meio de backups e do armazenamento de dados, empresas, mesmo as de pequeno porte, são capazes de garantir a integridade de diversas informações importantes, impedindo que elas sejam corrompidas ou apagadas. Se levarmos em consideração a importância dos dados em processos de tomada de decisões, e os seus impactos sobre o desempenho de uma empresa, é fácil perceber a importância dessa tecnologia.

Embora o backup tenha sido desenvolvido para aumentar a segurança de dados, algumas práticas simples podem torná-lo muito eficiente. Você gostaria de aprender mais sobre esse assunto?

Leia o artigo e descubra 7 dicas que tornarão o seu backup ainda mais seguro!

1. Opte por backups e armazenamento em nuvem

Muitas empresas preferem manter um data center próprio e usá-lo para armazenar seus dados e implementar suas soluções em software. Embora essa prática seja interessante para alguns modelos de negócio, é necessário ressaltar que ela é menos segura do que a computação em nuvem.

Por mais que a empresa administre bem seu data center, ela tende a ser menos eficiente nessa tarefa do que uma companhia que opera esses sistemas como um serviço. Outro ponto a ser considerado é que, ao armazenar todos os dados em um único ponto, a companhia acaba aumentando sua vulnerabilidade. Afinal, se um acidente ocorrer, e danificar o data center em questão, ela pode vir a perder tudo o que ele armazena.

Os serviços de armazenamento e computação em nuvem, por sua vez, registram os dados, de maneira criptografada, em diversos servidores ao redor do mundo. Desse modo, mesmo que um servidor específico seja danificado, as informações permanecem disponíveis.

Além disso, empresas que lidam com computação em nuvem contam com as mais avançadas tecnologias em segurança, o que deixa os seus backups muito mais eficazes.

2. Crie um time para executar a tarefa

Quando uma tarefa é muito importante, é normal que ela seja confiada a uma equipe de profissionais especializados. A administração dos backups e do armazenamento dos dados de uma empresa não são uma exceção a essa regra.

Eleger um time de colaboradores para a função, deixa claro que tem o dever de zelar pelas boas práticas de tratamento e proteção de dados, o que torna a tarefa de protegê-los muito mais simples.

3. Avalie os riscos de armazenamento

Cabe ao time de profissionais, selecionados pela empresa, a tarefa de verificar todos os processos em busca de possíveis erros aos quais o armazenamento está sujeito. Nesse momento, eles devem verificar fatores muito importantes.

Dentre esses fatores, podemos citar como exemplos:

  • a reputação da empresa responsável pelo armazenamento em nuvem;
  • as tecnologias usadas por ela para garantir a segurança e a disponibilidade dos dados;
  • a qualidade de seu suporte e o tempo médio de respostas, em caso de emergência.

Além disso, é importante que os técnicos verifiquem a própria empresa. Afinal, por melhor que seja a segurança da nuvem, se a empresa não implementar boas práticas de segurança, seus dados podem acabar sendo vazados.

4. Crie uma política de segurança de dados

Uma vez que todas as fontes de risco são devidamente mapeadas, cabe ao time de profissionais estabelecer uma política de segurança de dados. Essa política deve estabelecer alguns pontos muito importantes, como os cuidados que cada colaborador deve tomar para garantir a integridade das informações da empresa.

Além de estabelecer um conjunto de boas práticas, os profissionais precisam capacitar e orientar os demais colaboradores da empresa, para que eles de fato as coloquem em prática. Nesse momento, a colaboração do RH é indispensável!

5. Crie uma hierarquia para os dados

Basicamente, a função do backup é registrar uma série de dados importantes em um ambiente externo. De modo que, se for necessário, eles possam ser acessados para repor informações perdidas ou corrompidas.

A grande questão é, como o sistema deve interpretar e armazenar esses dados, para que, quando necessário, eles estejam plenamente acessíveis? Essa questão é muito importante, pois, se as informações simplesmente forem salvas sem um critério claro, a tarefa de organizá-las, para que de fato sejam úteis, será muito complexa.

Felizmente, o processo de hierarquização de dados surge como uma solução para este problema. De um modo simples, podemos dizer que o processo agrupa dados semelhantes criando uma hierarquia, muito semelhante ao diagrama de uma árvore, sobre eles. Desse modo, os sistemas podem interpretá-los com mais facilidade.

Para garantir a eficiência do backup, é importante que o time de profissionais faça uso desse conceito.

6. Estabeleça níveis de acesso

Em uma empresa, é natural que colaboradores tenham atribuições diferentes, de modo que eles não precisam ter acesso a todos os dados, mas apenas as informações pertinentes às suas atividades.

Ao estabelecer níveis de acesso para informações, a empresa é capaz de restringir os dados mais sensíveis a um pequeno grupo de pessoas, o que reduz drasticamente as chances de que eles sejam vazados ou corrompidos. Por essa razão, é muito importante que a empresa tome esse cuidado.

7. Tenha um programa apropriado para segurança de informações

Por fim, é importante que os profissionais, responsáveis pelo armazenamento de dados, implementem um programa de segurança de informações. A finalidade desse tipo de sistema é restringir o acesso aos dados da companhia, de modo que apenas pessoas com a devida autorização possam acessá-lo.

Existem muitos conceitos e tecnologias que podem viabilizar esse tipo de programa. Independente do programa, porém, é necessário que ele apresente as seguintes funcionalidades:

  • capacidade de autenticar a identidade do usuário;
  • capacidade de verificar o nível de autoridade do usuário e controlar seu acesso seguindo critérios previamente estabelecidos;
  • um sistema de criptografia e codificação para garantir a confidencialidade dos dados armazenados;
  • capacidade de registrar e rastrear todos os acessos para fins de auditoria.

É importante ter em mente que, se o espaço entre os backups for muito longo, é possível que a empresa sofra algum tipo de dano antes que um novo ocorra, o que pode fazer com que dados importantes sejam perdidos. Por essa razão, é necessário que o processo seja realizado com frequência.

Os backups, alinhados ao armazenamento em nuvem, abrem espaço para que os dados de uma empresa sejam protegidos de uma maneira mais inteligente.

Sua empresa já tem uma solução nesse sentido? Quais cuidados você toma para garantir a segurança de suas informações? Deixe um comentário e compartilhe conosco o seu ponto de vista sobre o tema!  

Posts relacionados