Saiba como elaborar um bom plano de cargos e salários na empresa

4 minutos para ler

Um plano de cargos e salários pode ser descrito como o conjunto de normas e de regras, estipuladas pela empresa, para definir fatores como as posições que podem ser ocupadas pelos colaboradores, os requisitos para ocupá-las e as remunerações e benefícios atrelados a ela.

Em um mercado altamente competitivo, em que profissionais qualificados fazem a diferença, um plano de cargos e salários bem estruturado é indispensável para as companhias que desejam reter e captar novos talentos.

Pensando nisso, preparamos este conteúdo para ajudar você nesse processo. Leia o artigo e descubra agora como criar uma estrutura organizacional eficiente para a sua empresa!

Busque por informações confiáveis

Quando pensamos na elaboração de uma estratégia, o ponto principal são os dados usados para elaborá-la. Afinal, sem informações confiáveis, não é possível para o time de gestão tomar decisões.

A criação de um plano de cargos e salários não é exceção a essa regra. De modo que o primeiro passo para desenvolvê-lo consiste em uma pesquisa dentro e fora da empresa.

Os profissionais de Recursos Humanos precisam entender as demandas do negócio, para identificar o perfil de profissional que devem procurar. Além disso, eles precisam verificar no mercado a faixa salarial e as condições que esse colaborador costuma receber em outras companhias.

Mapeie os cargos da empresa

O passo seguinte, na elaboração de uma estrutura organizacional mais eficiente, consiste na verificação dos cargos existentes na empresa.

Nesse momento, cabe ao time de RH a tarefa de conversar com os colaboradores em atividade para entender quais as suas funções e o papel que têm ocupado dentro da empresa. Por meio dessas informações, os profissionais podem avaliar o impacto de cada posição e assim definir quais cargos devem ser encarados como uma prioridade pela empresa.

Além disso, o time de RH pode apurar quais posições podem ser cortadas, o que abre espaço para que os colaboradores sejam alocados em posições mais estratégicas. Nesse momento, os especialistas de Recursos Humanos ainda podem avaliar a necessidade de criar novos cargos, o que pode exigir a transferência de profissionais ou até mesmo a contratação de novos talentos.

Estabeleça salários e benefícios

Uma vez que a estrutura de cargos é definida, o passo seguinte consiste na definição de remunerações e benefícios. Nesse momento, o time de Recursos Humanos precisa levar em consideração as informações apuradas no primeiro passo, relacionadas aos valores praticados pelo mercado.

Obviamente, cada companhia tem suas características próprias. De modo que alguns fatores tendem a fazer com que a remuneração varie.

Por exemplo, se a empresa precisa muito de um perfil profissional, é natural que esteja disposta a pagar maiores salários para pessoas alinhadas a ele. Agora, se a condição financeira do negócio não estiver bem, ele não será capaz de pagar valores demasiadamente elevados.

O importante é que os salários e os benefícios estejam de acordo com as condições da empresa e alinhados às demandas dos colaboradores. Um equilíbrio que pode ser alcançado por meio de uma comunicação entre as partes.

Crie critérios para a promoção

Por fim, assim que os cargos e salários são definidos, é importante que o time de gestão, e os profissionais de RH, criem as condições para que cada posição seja ocupada. Tais critérios devem ser elaborados com muito cuidado, isso é importante para garantir que apenas pessoas com as devidas qualificações ocupem posições estratégicas dentro da empresa.

Além disso, os requisitos para promoção devem ser claros o bastante para que todos os colaboradores possam compreendê-los. O engajamento dos colaboradores é um dos fatores mais importantes para o sucesso de uma empresa. Afinal, eles são os grandes responsáveis pela execução de processos operacionais.

Por esse motivo, é importante que eles sejam ouvidos durante todo o processo de criação da nova estrutura organizacional. Sem esse cuidado, o novo plano pode apresentar falhas e fazer com que os talentos deixem a empresa.

Agora que você sabe como criar um plano de cargos e salários, assine a nossa newsletter e fique por dentro de mais conteúdos relevantes para você e sua empresa!  

Posts relacionados

Deixe um comentário