O que é um ciberataque e como se proteger?

3 minutos para ler

A tecnologia transformou os bancos de dados em um grande ativo para as empresas, a medida em que eles concentram informações importantes para o negócio. Por outro lado, caso sejam expostos ou usados indevidamente, podem trazer prejuízos. 

Sabendo disso, pessoas usam o ciberataque para se apoderar desses dados, obrigando as organizações a tomarem providências e colocando-as em sérios riscos. Você quer entender o que é um ciberataque e como proteger sua companhia? Então, continue a leitura!

O que é um ciberataque?

Um ciberataque é uma tentativa de invasão a sistemas para tomar informações importantes, as quais podem ser relacionadas à empresa ou aos clientes. 

O roubo desses dados é feito com o uso da criptografia, técnica que transforma as informações em algo ininteligível, obrigando as empresas a pagarem para recuperar esses dados.

Como ele acontece?

Os invasores usam malwares, uma programação criada para invadir sistemas e roubar informações. Seu funcionamento vai depender da intenção de quem está por trás, ou seja, eles podem ser programados para se comportarem de determinada maneira e atender aos objetivos do hacker.

Outros métodos comuns de ataque são a engenharia social, o compromisso de credencial, o hacking e a negação distribuída de serviço.

Quais são os impactos de um ciberataque para a empresa?

Um ciberataque representa custos imensos para as organizações. A violação de dados traz riscos operacionais que comprometem a imagem corporativa diante dos clientes e dentro do mercado. 

Além disso, o roubo de dados pode representar a perda real de recursos financeiros, já que os invasores conseguem acessar informações sobre movimentações bancárias, senhas e contratos.

Outra consequência importante desse tipo de ocorrência são as complicações legais que uma invasão pode trazer. Ao ter seus dados roubados e usados indevidamente, os clientes podem entrar com processos para indenizar as perdas, afetando seriamente a organização.

Como se proteger?

A melhor maneira de evitar os ciberataques é investir maciçamente em prevenção. Algumas práticas são recomendadas não só para as empresas mas também para usuários particulares. Entre elas, estão:

  • evitar o uso de programas pirata;
  • realizar backups periódicos;
  • manter os sistemas sempre atualizados;
  • usar um bom firewall de segurança;
  • criptografar as informações mais críticas.

Porém, a grande porta de entrada para esses elementos invasores é o mau uso dos computadores, como fazer download de arquivos desconhecidos ou acessar sites não verificados. Por isso, a equipe de TI deve trabalhar a educação dos usuários, mostrando como fazer um bom uso dos equipamentos e de que maneira é possível adotar comportamentos que minimizem os riscos.

Os dispositivos particulares, como smartphones e tablets, também estão sujeitos a invasões. Se sua empresa libera esses dispositivos para que os colaboradores usem para trabalhar, eles também devem ser incluídos em uma rotina de proteção de dados.

Neste post, falamos sobre o que é o ciberataque e o que pode ser feito para proteger sua organização. Em um mundo cada vez mais interconectado, é importante saber aproveitar a tecnologia sem abrir mão da segurança, mantendo assim a competitividade da empresa.

Gostou deste conteúdo? Aproveite então para seguir nossos perfis no LinkedIn e no Facebook e acompanhar novas postagens!

Posts relacionados

Deixe um comentário