Como calcular o turnover da sua empresa?

3 minutos para ler

A retenção de profissionais talentosos pode promover muitos benefícios à empresa, como o fortalecimento da cultura organizacional, a melhoria da marca empregadora e a redução de custos com rotatividade. Por isso, é preciso saber como calcular o turnover.

Em resumo, o turnover é um indicador-chave de desempenho muito popular na gestão de pessoas. Ele ajuda a avaliar a qualidade do ambiente de trabalho, assim como a efetividade de programas de retenção. Se o turnover é alto demais, a empresa tem graves problemas.

Nos tópicos seguintes, ganhamos profundidade no assunto. Explicamos como calcular o turnover da sua empresa e interpretar seus resultados. Continue sua leitura.

Afinal, o que é turnover e por que mensurá-lo?

Na gestão de pessoas, turnover é o indicador de desempenho dedicado à mensuração do grau de rotatividade de funcionários. Portanto, ele aponta o percentual de profissionais que deixam o quadro de trabalho em determinado período.

Também chamado de taxa de rotatividade, fornece informações estratégicas à política de cargos e salários, bem como às táticas de aquisição de talentos. Por causa disso, é uma das métricas mais utilizadas no RH, presente em empresas de todo o mundo.

Como calcular o turnover da sua empresa?

Além de importante, o turnover pode ser considerado simples de calcular. Em suma, ele cruza dados do número de profissionais que deixaram a empresa em determinado período com o número médio de empregados, como pode ser visto adiante:

  • Turnover (em %) = (empregados desligados no período / número médio de empregados no mesmo período) x 100

A título de exemplo, imagine uma empresa que, em 2020, contou com um quadro médio de 193 colaboradores. No mesmo ano, porém, 35 profissionais foram desligados, seja porque foram demitidos ou porque pediram demissão.

Ao utilizar a fórmula descrita, tem-se: [(35/193)x100 = 18,13]. Ou seja, ao longo de 2020, a empresa teve um turnover de 18,13%.

O turnover pode ser calculado com base em vários períodos, como um único mês ou um trimestre. O melhor, porém, é trabalhar com um horizonte de 12 meses consecutivos, o que gera uma melhor noção do ciclo anual de trabalho e fornece dados mais precisos ao RH.

O que fazer com os dados obtidos?

Ao calcular o índice de rotatividade, uma primeira pergunta é: ele está alto ou baixo? Não há uma resposta definitiva. É preciso considerar o seu setor de atuação, período de cálculo e estratégia adotada pela empresa. Ou seja, você precisará de alguma pesquisa adicional.

De todo modo, o cálculo do turnover pode ser aplicado na construção de metas de retenção de talentos, no monitoramento da qualidade do ambiente de trabalho e também como um complemento às pesquisas de satisfação. Assim empresa, talentos e RH são beneficiados.

Veja, agora você está por dentro do tema, sabe como calcular o turnover e interpretar seus resultados. Lembre-se de que, além da taxa de rotatividade, há muitos outros indicadores de desempenho que podem melhorar o trabalho do RH, bem como fornecer informações precisas para a tomada de decisão. É importante, então, conhecê-los e adotá-los no trabalho.

E então, gostou do nosso artigo? Aproveite para continuar aprendendo conosco. Veja nosso guia de indicadores de Recursos Humanos. Vamos lá!

Posts relacionados

Deixe um comentário