Coronavírus e o trabalho: quais cuidados o RH deve tomar?

4 minutos para ler

Desde os primeiros meses do ano, a população mundial vem enfrentando as consequências acarretadas pelo coronavírus. Por se tratar de um vírus altamente contagioso e de fácil propagação, a melhor medida a ser tomada é o isolamento social e a quarentena.

Diante disso, surgiu o questionamento em relação às empresas e seu funcionamento. É importante ressaltar que, nesse momento devemos priorizar o coletivo acima do interesse individual.

Para tirar dúvidas sobre o coronavírus e o trabalho, neste texto, falaremos sobre quais cuidados devem ser tomados pelo setor de Recursos Humanos com seus colaboradores. Boa leitura!

Quais cuidados devem ser tomados?

Nesse momento, é importante que o setor de RH esteja atento aos seus colaboradores e às leis trabalhistas. Diante da situação que estamos vivemos, foi criada a Lei 13.979 de 2020, que tem, como objetivo, a resolução dos direitos trabalhistas durante a pandemia de coronavírus. A lei engloba medidas como:

  • teletrabalho;
  • aproveitamento e antecipação de feriados;
  • antecipação de férias;
  • banco de horas;
  • entre outras.

Portanto, é importante que o setor de Recursos Humanos esteja atento aos direitos da empresa e do colaborador, descritos pela Lei. Mesmo assim, a medida mais eficaz a ser tomada é o isolamento social, pois o ambiente de trabalho é bastante propício para aglomerações e propagação do vírus.

Como o RH pode manter seus colaboradores seguros?

Tudo que estiver ao alcance das empresas e dos seus gestores deve ser feito para evitar a propagação do vírus. Com isso, é preciso que o setor se certifique de aplicar ações de prevenção. Confira algumas delas:

  • montar um plano estratégico: pode conter ações de curto, médio e longo prazo. Levar em consideração todos os recursos dispostos pela organização e contar com imprevistos, considerando as variáveis de uma pandemia;
  • usar o home office: esse cuidado é essencial para evitar a concentração de pessoas. É importante garantir que os colaboradores vão conseguir se adaptar de forma adequada e eficiente;
  • adotar medidas de segurança: empresas que não podem se adaptar ao home office devem estabelecer medidas de segurança, como dispor itens para lavagem de mãos e álcool em gel. Com isso, o contágio do coronavírus pode ser prevenido e o trabalho continua. Se a empresa não adotar o trabalho remoto, evite reuniões em que haja aglomeração de pessoas e mantenha o distanciamento recomendado.
  • usar tecnologia para comunicação: a tecnologia é uma grande aliada para melhorar a comunicação e humanização do trabalho em casa. Por isso, é bom fazer o uso de ferramentas de videoconferência, troca de mensagem e armazenamento em nuvem.

Como não parar a produtividade?

Um fato que deve ser levado em consideração é que não será fácil manter o mesmo parâmetro de produtividade, com o colaborador trabalhando em casa. Olhando por esse lado, o estabelecimento de metas é interessante para manter o rendimento das tarefas.

Para que isso ocorra de forma positiva, é preciso ter organização, que o gestor incentive os colaboradores de forma positiva e que tenham conversas esclarecedoras. A equipe deve estar ciente das metas que serão alcançadas e qualquer imprevisto deve ser relatado.

É de extrema importância que o contato entre RH e colaborador seja sempre mantido com uma certa frequência e de forma clara. O colaborador deve estar ciente de todas as medidas que serão tomadas para sua proteção e adaptação de suas tarefas. Essa conversação é o melhor jeito de manter uma boa relação. É essencial que ambos entendam a relação do coronavírus e o trabalho, e adotem medidas para a segurança de todos.

Agora que você sabe quais cuidados devem ser tomados pelo RH em relação ao vírus, venha ver dicas de como humanizar o home office! Confira!

Posts relacionados

Deixe um comentário