O que fazer para criar uma cultura do feedback na empresa?

3 minutos para ler

Entender os meios para um ambiente corporativo mais saudável e harmônico é fundamental para o RH. A comunicação, com certeza, é um dos pilares para alcançar esse objetivo e, por isso, apostar em uma cultura do feedback é necessário.

Neste artigo, você vai entender em que valores essa cultura se baseia, por que ela é importante e como ela pode ser difundida entre os colaboradores da sua organização. Continue a leitura e confira nossas dicas!

O que é a cultura do feedback?

A cultura do feedback é um estilo de comunicação interpessoal que pode ser implementado nas empresas. Nesse modelo, os profissionais são incentivados a adotar o feedback como uma prática constante e natural, usando-o como ferramenta de desenvolvimento mútuo.

Os integrantes dos times e os líderes aprendem a dar um retorno consistente sobre as ações e performances uns dos outros. Isso acontece de maneira amistosa e cada colaborador mostra-se aberto a ouvir as opiniões e evoluir a partir delas.

Aderir a uma cultura do feedback na empresa também proporciona uma melhor integração nas equipes. Os profissionais ficam mais engajados com as metas em comum e se ajudam na conquista de novas habilidades e competências. Com isso, além do desenvolvimento dos colaboradores, a corporação experimenta um ambiente muito mais harmônico.

Como implementar na empresa?

Quer entender como levar a cultura do feedback para sua empresa? Separamos alguns passos que o RH pode dar em direção a esse objetivo. Veja a seguir!

Explique a importância do feedback

Para começar, é importante gerar conscientização a respeito do que é o feedback e da importância dessa prática. É necessário investir em conversas e treinamentos que proporcionem um aprendizado sobre o tema, mostrando como uma cultura do feedback pode ser benéfica para todos.

Mostre os tipos de feedback possíveis

Mais um ponto importante é explicar os diferentes tipos de feedback possíveis. Muitos profissionais não estão habituados a oferecer uma perspectiva sobre o trabalho de outros e, sem um direcionamento, podem usar esse recurso de maneira equivocada.

Feedbacks ofensivos ou apenas negativos não acrescentam para o receptor e podem gerar desmotivação. O melhor é apostar em um tom construtivo, como veremos mais à frente.

Capacite a liderança no tema

Um dos erros do RH ao tentar implementar uma cultura de feedback é não capacitar e conscientizar os líderes sobre o assunto. Se os gestores de equipes não adotarem a prática de maneira correta, dificilmente os profissionais vão abraçar esse comportamento. É importante que a abertura para receber feedback comece pelos superiores e que eles saibam como usar esse recurso com seus times.

Incentive feedbacks construtivos

Por fim, incentive sempre que os feedbacks adotados sigam o modelo construtivo. Nele, o interlocutor começa a conversa de forma leve, ressaltando pontos positivos da performance do outro.

Depois, aponta algumas falhas que aconteceram, mas sugere caminhos para um desempenho melhor em uma próxima situação. Dessa forma, quem dá o feedback ajuda o receptor a se desenvolver e alcançar as expectativas no futuro.

Esperamos que este conteúdo tenha ajudado você a perceber como uma cultura do feedback pode ser proveitosa para a saúde da organização e para as relações interpessoais dos colaboradores.

Se você quer descobrir mais formas de aperfeiçoar a gestão de pessoas em sua empresa, baixe agora nosso guia completo para fazer gestão de pessoas de forma eficiente. Boa leitura!

Posts relacionados

Deixe um comentário