Entenda porque a nuvem é mais segura do que um data center local

7 minutos para ler

A segurança da informação é uma das principais preocupações das empresas, tanto do ponto de vista dos riscos para o negócio como de processos judiciais. No entanto, muitas organizações ainda estão na contramão das tendências, mantendo o data center local em vez de adotar soluções de computação em nuvem.

Vale ressaltar que, em curto prazo, a exposição gerada por essa prática será ainda maior, em decorrência do início da aplicação da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). A partir da nova legislação, as empresas sofrerão punições mais severas e serão responsabilizadas pelas falhas de segurança.

Então, para você encontrar as melhores soluções para sua organização, preparamos este conteúdo sobre a importância de substituir o data center local por soluções de computação em nuvem. Continue a leitura e entenda os benefícios dessa prática!

Entenda o data center local

O data center local é uma estrutura de servidores organizados para armazenar os dados e softwares da empresa. Nesse caso, a organização implementa os equipamentos nas próprias dependências da empresa ou em um ambiente externo.

Do ponto de vista da gestão, ocorre um acréscimo à infraestrutura. Assim, toda vez que a demanda da empresa cresce, é preciso adquirir novas máquinas e equipamentos para elevar a capacidade máxima do sistema.

Também é uma opção que requer serviços secundários. Alguém precisa cuidar da manutenção da estrutura física, realizar a atualização dos softwares instalados e licenciar as soluções de tecnologia para receber suporte das fornecedoras.

Conheça a computação em nuvem

A computação em nuvem é caracterizada pela contratação das soluções de software e armazenamento como serviços digitais. Assim, a empresa não monta uma estrutura física, mas acessa as funcionalidades pela internet.

Isso é possível com o auxílio de grandes fornecedoras de tecnologia, que constroem inúmeros servidores ao redor do mundo. Isto é, as informações deixam de estar armazenadas em um local específico, portanto, essa analogia com os dados estarem presentes na nuvem.

Para a empresa, a mudança também significa não se preocupar com os serviços secundários. Por exemplo, ao contratar um software de RH na nuvem, você simplesmente acessa o programa pela internet, sem lidar com atualizações e manutenção da plataforma.

Além disso, o ganho de escala é obtido com a ampliação do pacote de serviços. Isto é, você não precisa comprar máquinas e dispositivos para ter acesso a novas funcionalidades ou, como é bastante comum, espaço para armazenamento de dados.

Descubra as vantagens da computação em nuvem

A mudança estratégica de substituir uma infraestrutura própria por serviços de computação em nuvem representa uma grande transformação para as empresas. Entre benefícios para o setor de TI e para organização como um todo, podemos identificar uma série de pontos positivos.

Adotar padrões de segurança mais adequados

A empresa contará com os serviços de grandes organizações em relação à segurança da informação. Os pacotes de atualização, as normas de conformidade, os licenciamentos, os mecanismos de defesa contra fraudes, tudo isso estará a cargo do fornecedor de tecnologia.

Contar com serviços especializados

A atividade principal desses fornecedores é a oferta de tecnologia. Isto é, os investimentos em pesquisa, desenvolvimento e manutenção são muitos superiores aos de organizações que não têm a segurança da informação como core business. Logo, a eficiência será maior que a de um data center local.

Ter escalabilidade segura e sem perdas de dados

Outra vantagem é ampliar os pacotes de serviços de maneira flexível, aumentando ou reduzindo os contratos de acordo com as necessidades da empresa. Com isso, não precisamos fazer grandes investimentos em infraestrutura.

Além disso, evitamos riscos de perder dados nesses processos de ampliação e migração de informações, como pode acontecer nos data centers. Até porque os arquivos na nuvem são preservados com redundâncias e cópias espalhadas em inúmeros servidores.

Exercer um controle mais efetivo sobre o sistema

Com a nuvem, não será preciso se preocupar com a restrição aos locais físicos, porque não haverá uma estrutura de servidores para ser “invadida” por pessoas não autorizadas. Ademais, o acesso pela internet é limitado por sistemas de autenticação, com usuário e senha, e dupla verificação, se for caso.

É importante destacar que as informações são criptografadas. Por exemplo, o fornecedor do serviço de armazenamento não pode, ele mesmo, acessar o conteúdo e as informações da empresa, apenas quem tiver a chave de acesso consegue ler as informações.

Contar com mais autonomia

Por fim, os sistemas da nuvem preservam seu funcionamento independentemente de qualquer ação ou atividade da empresa. O que dá espaço, até mesmo, para o TI exercer um papel mais estratégico, de acompanhar o mercado e buscar soluções com impacto nos resultados da empresa, uma vez que não haverá esse acompanhamento diário de um servidor local.

Saiba como escolher os melhores serviços na nuvem

Assim como em outras áreas, os benefícios são maximizados se escolhemos boas parcerias para levar a tecnologia para o negócio. Por isso, agora que você já conhece as vantagens da nuvem em relação ao data center local, reunimos critérios para realizar uma boa contratação dos serviços.

Avalie as necessidades da empresa

O ponto de partida é entender qual é a demanda da empresa em relação a armazenamento e softwares. Isso porque, embora tenha um menor peso do que manter estruturas físicas, ainda não é favorável ter ferramentas ociosas. Procure um ajuste fino entre necessidades e serviços digitais.

Verifique a disponibilidade de suporte

O atendimento da empresa responsável pela tecnologia também é um diferencial. O ideal é contar com canais de comunicação ágeis, que permitam tirar dúvidas sobre o sistema ou resolver problemas com facilidade. Além disso, verifique sempre os padrões de segurança adotados pelos provedores de armazenamento na nuvem.

Considere as ferramentas disponíveis para o negócio

Um terceiro quesito é a capacidade de integrações disponíveis. Além do armazenamento, é importante contar com softwares de RH, ERPs e outras soluções na nuvem, e a capacidade de manter um sistema, em que as ferramentas funcionem bem em conjunto é essencial.

Adquira inteligência em conjunto com a tecnologia

É natural que os profissionais de TI e gestores sem experiência na área tenham dificuldades para avaliar as necessidades da empresa e as soluções disponíveis. Por isso, priorize adquirir essa inteligência em conjunto com a tecnologia. Com uma boa consultoria, você conseguirá otimizar esse processo de migração para nuvem.

Sendo assim, as preocupações e inseguranças geradas pelo data center local já não farão parte do dia a dia da organização. Sem contar que haverá inúmeros benefícios em relação à escalabilidade, flexibilidade e eficiência do TI da empresa.

Para conhecer o serviço e tirar dúvidas sobre a migração dos servidores para nuvem, entre em contato com nossa equipe de especialistas!

Posts relacionados

Deixe um comentário