Data Management e Databases: quais as diferenças entre elas? Veja!

6 minutos para ler

Mais do que nunca, as empresas precisam contar com grandes volumes de dados para tomar decisões. Já é até comum falar em cultura data driven, que é uma cultura orientada por dados. Além disso, termos como data management e database estão em destaque.

Entretanto, quando se fala no assunto, nem sempre há clareza. Ainda há confusão entre data management, database e seus respectivos benefícios. Isso implica em mais dificuldade para modernizar o negócio, melhorar a tomada de decisão e direcionar o time de trabalho.

Pensando nisso, hoje, ganhamos profundidade no assunto. Explicamos exatamente o que cada termo significa e como aproveitar os dados em benefício da sua empresa. Confira!

Afinal de contas, o que é Database?

Pense nos dados como unidades básicas de conhecimento. Ao agrupá-los, você tem informações que são estratégicas para melhorar as escolhas diárias e a competitividade da empresa. Entretanto, veja bem: para utilizar dados, você precisa ter acesso a dados.

Em geral, os dados são extraídos de bases robustas e dotadas de sofisticados esquemas de segurança. Essas bases são chamadas de database (base de dados, em português). Tais bases podem ser internas (pertencentes ao empreendimento) ou externas (não pertencentes).

Na empresa, conta-se com bases de dados que têm informações dos clientes, das rotinas financeiras, da administração da força de trabalho e das rotinas comerciais, entre muitas outras coisas. Sendo assim, uma base de dados é um recurso realmente valioso.

O ideal é que os dados contidos na database contenham com 3 qualidades: volume, variedade e veracidade. Ou melhor, devem ser dados robustos, capazes de promover diferentes visões do problema e dotados de credibilidade. Do contrário, podem ser completamente inúteis.

Qual é o significado de Data Management?

O conceito de Data Management é um pouco mais complexo. Em tradução, significa gestão de dados ou administração de dados. Sendo assim, refere-se ao ato de utilizar os dados para extrair vantagem competitiva e melhorar a aplicação dos recursos utilizados.

De maneira mais ampla, você pode compreender Data Management como um processo. Consiste em planejar o uso de dados e colocar o plano em prática, depois identificar falhas que precisem de correção. Desse modo, é possível fazer o melhor uso dos seus dados.

Sem um ótimo processo de gestão dos dados, é muito difícil construir uma cultura data driven. Além disso, é improvável que a empresa consiga extrair grandes insights dos seus dados ou identificar fragilidades que precisem de ajustes.

Sumarizando, enquanto o database se refere a uma ferramenta (a base de dados), o data management é um processo que demanda planejamento, execução e controle — um depende do outro. Juntos, aumentam as chances de crescimento e sucesso da organização.

Quais as vantagens do Data Management?

Existem muitas vantagens ligadas ao assunto. Na medida em que a empresa desenvolve seu trabalho com dados, pode ampliar sua precisão em diversas outras vertentes, como no marketing ou gestão de pessoas. Adiante, pontuamos algumas das principais vantagens.

Melhoria da tomada de decisão

Ao longo do expediente, gestores tomam uma série de decisões. São escolhas financeiras, operacionais e fiscais, sendo que todas elas determinam o sucesso do negócio. No entanto, quanto menos informação disponível, mais difícil é fazer a escolha certa.

Portanto, a correta gestão de dados contribui para reduzir problemas de informações assimétricas e garantir que o gestor tenha “insumos” suficientes para definir o que deve ser feito, quando e como. Assim, há mais chances de acerto ao longo do expediente.

Aumenta o potencial de análise preditiva

Intimamente ligado às boas decisões, o potencial de análise preditiva pode definir quais empresas são vencedoras e quais não são. Na medida em que a empresa consegue antecipar os movimentos do mercado, em especial dos seus clientes, consegue atuar agilmente.

Novamente, a gestão de dados é crucial. Muitos gestores e analistas combinam grandes volumes de dados para avaliar o comportamento passado e, então, assumir hipóteses para o futuro. Desse modo, o cenário competitivo torna-se mais previsível e menos preocupante.

Redução de custos operacionais

O uso de grandes volumes de dados permite melhorar a administração financeira, avaliar quais os principais custos da empresa e como eles podem ser sistematicamente reduzidos. Em geral, nesse caso, são agrupados dados financeiros e contábeis do negócio.

Além do mais, como o Data Management permite reduzir o número de erros e falhas, garante que a empresa gaste menos com a correção de problemas ou acidentes de trabalho. Em outras palavras, tanto a empresa quanto os funcionários são beneficiados.

Otimização da experiência do cliente

Em última análise, o uso de dados também melhora a experiência do cliente. Ao cruzar as informações comerciais, tanto na venda quanto no pós-venda, é possível identificar pontos fracos que afetam a jornada de compra do cliente e podem afastá-lo da empresa.

Outro ponto importante é que, a partir da análise de dados, é possível envolver o time de trabalho no desenvolvimento de produtos que satisfaçam mais os clientes. Assim, também é possível aumentar o tempo do consumidor como cliente do empreendimento.

Como é possível implementar o Data Management?

A construção de um processo de gestão de dados depende de tempo e energia, além de compromisso da equipe de trabalho. É preciso se dedicar na coleta dos dados certos, assim como na análise e aplicação dos dados para a tomada de decisão.

Nesse processo, o mais importante é conscientizar todo o time, a partir dos líderes, sobre a importância do uso de dados. Todos devem entender que as escolhas diárias não devem ser tomadas com base no achismo, mas sim à luz de evidências robustas do negócio.

Outro ponto crucial é adotar tecnologias que otimizem o armazenamento dos dados, assim como seu cruzamento para a extração de relatórios e insights. Quando o volume de dados é grande, torna-se quase impossível analisá-lo manualmente ou com tecnologias obsoletas.

Veja, agora você está por dentro do assunto, sabe o que é database, data management, quais seus benefícios e como utilizar isso dentro da empresa. É importante frisar que a análise de dados passa por grandes avanços, tornando necessário ao gestor e equipe de trabalho o empenho em aprender de forma contínua. Só assim, é possível se manter bem atualizado.

Gostou do nosso artigo? Está pronto para continuar aprendendo conosco? Aproveite para assinar nossa newsletter e receber nossas novidades diretamente em seu e-mail. Vamos lá!

Posts relacionados

Deixe um comentário