Por que é importante praticar a inclusão social na empresa?

3 minutos para ler

Abraçar a diversidade tem se tornado um ideal importante em muitas organizações. No entanto, é preciso garantir que a inclusão social na empresa seja um conceito que saia do papel para a prática.

Promover inclusão social no ambiente corporativo é assegurar que a instituição seja um espaço aberto e acessível para bons profissionais, independentemente de classe social, religião, condição física, gênero, orientação sexual e etnia. As pessoas precisam se sentir acolhidas e verdadeiramente parte da organização, sem distinções.

Neste texto, queremos compartilhar com você os desafios de criar esse ambiente democrático e acessível na empresa. Também, vamos mostrar dicas para implementar uma cultura mais voltada para inclusão. Continue a leitura e confira!

Os desafios da inclusão social na empresa

É verdade que muitos gestores ou profissionais de RH têm a visão correta quando o assunto é inclusão. Mas nem sempre é simples trazer esses valores para o dia a dia da corporação. Para começar, é fundamental que todos os profissionais, de todas as hierarquias, sejam conscientizados sobre a importância da diversidade no ambiente organizacional.

Outro desafio é o de infraestrutura. A instituição precisa se adequar para receber pessoas com limitações físicas. Esse é o primeiro passo para mostrar que o espaço está aberto a pessoas com algum tipo de deficiência.

É necessária também uma transformação na forma de recrutar talentos. Por vezes, as políticas de divulgação de vagas e processos seletivos são extremamente excludentes, desanimando profissionais que poderiam trazer mais diversidade ao local de trabalho. Nesse ponto, o RH tem um papel fundamental de adotar práticas inclusivas na comunicação e atração de talentos.

Os caminhos para uma cultura de inclusão

Pensar em inclusão social na empresa não deve ser uma obrigatoriedade apenas para seguir a lei. Contar com diversidade no quadro de colaboradores traz diversos benefícios para a organização, entre eles:

  • a formação de equipes mais criativas e com mais bagagem cultural e social;
  • maior engajamento dos profissionais com fit cultural alinhado à empresa;
  • criação de responsabilidade social e valorização da marca perante a sociedade.

Para conseguir alcançar esses benefícios, é fundamental fomentar uma cultura de inclusão na empresa. Ela deve ser regida por valores como respeito e harmonia. É preciso alinhar esses valores com todos os colaboradores, e o executivo tem o papel central de abraçar essa causa e dar o exemplo.

É interessante criar programas de inclusão, para recrutamento de grupos de profissionais específicos, que muitas vezes não são alcançados pela divulgação de vagas. O treinamento dessas pessoas é uma das formas de garantir que eles serão devidamente incluídos e se tornarão produtivos e satisfeitos com a organização.

A empresa também deve se preocupar em garantir um ambiente corporativo que seja seguro, tanto física quanto psicologicamente. É necessário adotar políticas firmes contra práticas de intolerância e preconceito.

A inclusão social na empresa tem imenso valor para o clima organizacional e para a identidade da corporação. Ao seguir esse caminho, você vai perceber o fortalecimento da cultura interna e um ambiente corporativo mais harmônico e produtivo.

Se você achou este artigo interessante, que tal compartilhá-lo nas redes sociais? Assim, outras pessoas podem aprender mais sobre o tema.

Posts relacionados

Deixe um comentário