Indicadores de desempenho: o que são e quais os principais que você precisa saber

6 minutos para ler

Como tem sido o seu processo de tomada de decisões na gestão de pessoas? Que tal uma ferramenta que ajude a nortear os melhores caminhos a serem tomados na empresa? Neste texto, vamos falar como os indicadores de desempenho podem assumir esse papel.

Atualmente, o RH tem realizado um papel estratégico na corporação, sugerindo melhorias e atuando com uma performance analítica para aconselhar o executivo. No entanto, para manter esse desempenho satisfatório, é fundamental ter à mão os recursos certos.

Continue a leitura e entenda o que são os indicadores e para que eles servem na rotina da organização. Além disso, conheça quais índices você não pode deixar de acompanhar!

O que são indicadores de desempenho?

Indicadores de performance, indicadores de desempenho ou Key Performance Indicators (KPIs): independentemente da nomenclatura utilizada, estamos falando de uma poderosa ferramenta de análise de resultados.

Você provavelmente conhece bem o conceito de métricas; afinal, os sistemas de gestão atuais fornecem diversos dados quantitativos referentes aos processos dos setores de Recursos Humanos e Departamento Pessoal.

No entanto, para entender o que são indicadores de desempenho, é preciso dar um passo à frente. Para defini-los, é fundamental ter em mente o potencial de cada um para nortear decisões que vão levar ao crescimento da empresa.

Por isso, além de mostrarem se as ações realizadas pelo departamento estão tendo os resultados esperados ou não, os KPIs vão ajudar na elaboração de novas e mais eficientes iniciativas.

Por que é importante acompanhá-los?

Achou o conceito de indicadores de performance interessante? Então é muito importante saber que esses recursos apenas são realmente estratégicos quando acompanhados de perto pela gestão.

Em geral, KPIs são definidos juntamente ao planejamento corporativo. Ao mesmo tempo que alvos são estabelecidos, estipulam-se os indicadores mais adequados para monitorar os resultados. No entanto, de nada adianta traçar metas e índices sem observá-los ao longo do período. Vamos imaginar algumas situações que fazem parte da rotina organizacional.

Um plano de treinamento e desenvolvimento de pessoas é implementado para o ano que está começando. Entretanto, seis meses depois, os indicadores apontam que ele não está sendo bem recebido pelos profissionais da empresa. Em vez de seguir pelo resto do período com a mesma ação, a gestão consegue fazer alguns ajustes e adotar sugestões das equipes para aprimorar a iniciativa.

Em outro caso, podemos supor que os indicadores mostraram que uma equipe de talentos alcançou níveis de produtividade maiores do que outra com tarefas similares. Em um caso assim, a gestão consegue fazer um mapeamento dos fatores que podem estar prejudicando o time, como equipamentos não atualizados ou ausência de uma liderança motivadora.

Percebe como, em diversos momentos da atuação do setor de Recursos Humanos, os indicadores de desempenho podem servir como um sinal de alerta e uma bússola para que melhores caminhos sejam tomados?

Quais indicadores podem fazer parte da sua estratégia?

Existem inúmeros indicadores de desempenho, e é importante que cada departamento da organização descubra quais podem ter mais eficácia em determinado contexto. Para o setor de gestão de pessoas, existem alguns KPIs que certamente vão beneficiar sua estratégia. A seguir, veja quais são.

Lucratividade da empresa

Considerando que os profissionais que atuam em uma corporação são os principais responsáveis pela produção e pelo crescimento, o RH — que cuida do capital humano — precisa estar de olho na lucratividade do negócio. Esse indicador pode ser mensurado de forma geral ou no cálculo de lucro por funcionário.

Por meio desse KPI, é possível entender se a empresa pode ou deve contratar mais pessoas e se existem meios para tornar os colaboradores mais produtivos — como melhores equipamentos ou treinamentos, por exemplo.

Satisfação dos funcionários

A qualidade do clima organizacional tem sido uma das grandes preocupações do RH moderno, já que isso afeta o engajamento e a produtividade dos profissionais. Mas mensurar sentimentos abstratos nem sempre é simples.

A pesquisa de satisfação dos funcionários costuma ser estratégica para esse objetivo, já que os resultados geram um índice que mostra colaboradores promotores, neutros ou detratores em relação à empresa. A partir da apuração, fica mais fácil traçar iniciativas que ajudem na motivação e no aumento do bem-estar das equipes.

Avaliação de aprendizagem

A implementação de programas de treinamento e desenvolvimento de pessoas precisa ser acompanhada dos indicadores de avaliação de aprendizagem. Por meio deles, será possível entender se os conteúdos estão sendo assimilados, se os cursos têm efeito prático no cotidiano dos profissionais e se as metodologias e plataformas usadas são adequadas para o público-alvo.

Absenteísmo

A taxa de absenteísmo mensura as ausências dos funcionários no dia a dia do trabalho. Faltas com ou sem justificativa e atrasos e saídas antecipadas contam nesse índice. As ausências impactam diretamente os lucros da empresa, já que menos horas estão sendo trabalhadas.

Mas, além da produtividade, esse indicador de desempenho serve como alerta para a liderança. Faltas causadas por motivos de saúde podem apontar problemas na segurança do trabalho, ergonomia e qualidade de vida oferecida pela organização. Já atrasos e ausências injustificadas sugerem um clima interno negativo, que pode, em último caso, afetar a rotatividade.

Rotatividade

O índice de rotatividade ou turnover está relacionado à quantidade de pessoas que estão se desligando da organização em um período de tempo. Com a saída de funcionários, há custos com novos processos seletivos, treinamentos e acerto de contas.

Além disso, rotatividade também implica queda na produtividade das equipes no período em que um novo profissional está sendo escolhido ou se adaptando à vaga. Considerando isso, o RH precisa estar constantemente empenhado na redução do turnover.

Esperamos que você tenha percebido o potencial dos indicadores de desempenho para alavancar a performance da gestão de pessoas em sua organização. O caminho para manusear e interpretar esses dados com eficiência são as tecnologias inteligentes para o departamento de Recursos Humanos.

Aliás, a inserção da tecnologia nos processos é um dos principais pilares da Indústria 4.0 e do RH moderno. Entenda melhor sobre esse tema baixando este e-book que preparamos para você. Boa leitura!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados