O que analisar para fazer uma migração de dados eficiente?

4 minutos para ler

Conforme as necessidades de uma empresa mudam, é natural que ela precise implementar novos sistemas e softwares corporativos para atender às próprias demandas, o que exige planejamento e uma migração inteligente.

Isso ocorre porque uma migração falha, ou pouco eficiente, pode fazer com que a empresa sofra prejuízos. Por esse motivo, o ideal é que os gestores tomem todos os cuidados para garantir que a adequação da organização às suas novas ferramentas tecnológicas ocorra sem problemas.

Para ajudar você nesse processo, preparamos este conteúdo com algumas orientações. Leia o artigo e descubra o que analisar para fazer uma migração de dados eficiente!

O que é migração de dados?

De um modo simples, podemos descrever a migração de dados como o processo de transferir dados de um sistema para outro sistema, formato, hardware ou armazenamento. Isso é feito com a finalidade de adotar um novo software, aplicativo, ou mesmo para integrar o sistema atual à computação em nuvem.

Via de regra, essa migração pode ser feita de dois modos diferentes: em fases e em turn key. Confira as características de cada tipo de migração, a seguir.

Migração de dados em fases

A migração de dados em fases visa à implementação do processo de transferência de informações de um modo mais lento, fazendo com que um setor por vez seja alinhado ao novo sistema.

Por ocorrer de maneira mais lenta, esse tipo de migração permite que o time de TI avalie o processo e realize ajustes para resolver problemas antes que eles se tornem graves.

Já a migração de dados turn key exige que todos os dados sejam migrados de uma só vez, o que acaba tornando todo o processo mais arriscado.

A grande vantagem desse tipo de migração é que agiliza os processos, abrindo assim espaço para que as novas ferramentas sejam usadas mais rápido.

Quando realizá-la?

A migração de dados é um processo complexo que exige o empenho de profissionais altamente capacitados. Por essa razão, ela só ocorre em situações nas quais realmente se faz necessária, como nos casos abaixo:

  • implementação de soluções em nuvem;
  • adoção de tecnologia escalável;
  • integração entre os sistemas de duas ou mais empresas em uma fusão;
  • adoção de um sistema mais robusto e alinhado às demandas atuais da empresa.

Como planejar a migração de dados?

Agora que você sabe o que é a migração de dados, e sabe quando implementá-la, continue a leitura e descubra como planejar este processo!

Avalie a necessidade da migração de dados

Como já foi dito, a migração de dados é um processo complexo que toma um tempo considerável do time de TI. Por essa razão, antes de realizá-la, é importante que a empresa avalie a necessidade dessa tarefa.

Afinal, se não houver motivos para que esse processo seja feito, é melhor que os profissionais de TI se dediquem a outras tarefas importantes.

Defina uma estratégia

O processo de migração de dados lida com informações estratégicas, e isso exige que todos os cuidados sejam tomados. Afinal, qualquer vazamento de informações ou erro que cause corrupção nos dados podem gerar graves prejuízos para a empresa.

Para que problemas como esses sejam evitados, é necessário que todo o processo seja devidamente planejado.

Faça uso da automação

A tarefa de lidar com dados exige muita atenção, pois costumam ser complexos e ter um grande volume. Levando esse fato em consideração, recorrer a softwares especializados e à automação de processos para a execução dessa tarefa tende a ser uma opção mais eficiente.

Isso ocorre porque, ao fazer uso da automação, a empresa elimina o risco de erro humano e ainda torna todo o processo mais ágil.

Por fim, é importante ressaltar que o uso de tecnologias inteligentes, e o suporte de empresas especializadas têm o potencial de otimizar o processo de migração.

Nesse contexto, a TIDEXA, conhecida por sua competência e confiabilidade, pode ser vista como uma das principais parceiras do mercado! Confira nossos serviços e descubra como podemos ajudar sua empresa na migração de dados!

Posts relacionados

Deixe um comentário