Indústria 4.0: afinal, você sabe realmente o significado?

7 minutos para ler

Os recentes avanços tecnológicos em conjunto com a transformação digital tiveram grande impacto sobre o mercado, pois simplificaram a realização de tarefas que antes eram demasiadamente complexas, uma situação que mudou o modo como gestores e empresários administram seus negócios. Nesse novo cenário, saber o que é a Indústria 4.0 e suas características e benefícios é indispensável para aqueles que ocupam cargos de gestão.

Se a liderança de uma companhia não estiver preparada para essa nova realidade, os resultados do negócio tenderão a cair, principalmente quando comparados aos apresentados por concorrentes que usam a tecnologia a seu favor. Trata-se de um problema que pode comprometer a viabilidade da empresa.

Você gostaria de aprender mais sobre a Indústria 4.0 e descobrir como usá-la em favor de seu negócio? Leia este artigo e tenha acesso a esse conhecimento!

Evolução da indústria ao longo da história

O avanço da tecnologia e a evolução da indústria são fatores que sempre estiveram relacionados ao crescimento da espécie humana e à otimização de seu padrão de vida. Isso acontece porque, uma vez que determinado item é produzido com mais facilidade, seus custos de produção tendem a cair — e, com o passar do tempo, ele se torna mais acessível.

Como um exemplo, podemos citar o ventilador. Embora esse dispositivo seja considerado simples e barato hoje em dia, ele fornece um nível de conforto que em algumas décadas atrás era inimaginável.

Podemos descrever todo esse processo de desenvolvimento pelo qual a produção industrial passou nos termos que apresentaremos, a seguir.

Primeira Revolução Industrial (Indústria 1.0)

Esse período teve início com a criação das primeiras máquinas e com a sua introdução em fábricas e indústrias. Além de elevar os níveis de produtividade, esse avanço mudou a forma como os trabalhadores desempenhavam suas funções. Afinal, boa parte do trabalho que antes era feito manualmente passou a ser executado por máquinas, de modo que os trabalhadores tiveram que começar a operá-las.

Segunda Revolução Industrial (Indústria 2.0)

Conforme o uso de máquinas em fábricas era difundido, os empresários mais atentos começaram a buscar novos métodos de criar vantagens competitivas. Foi nesse período que o conceito de linha de montagem foi desenhado — e continuou evoluindo até o padrão que é usado atualmente.

Terceira Revolução Industrial (Indústria 3.0)

A Indústria 3.0, por sua vez, teve início em meados dos anos 70, quando as fábricas e empresas começaram a usar soluções mais avançadas, já baseadas no uso de computadores. Embora a tecnologia adotada na época fosse muito menos avançada do que a que usamos atualmente, ela permitiu uma grande otimização dos níveis de produtividade.

Conceito de 4° Revolução Industrial

Ao observar esses fatos, é fácil perceber que a evolução da indústria está diretamente atrelada ao nascimento de inovações tecnológicas que, por sua vez, permitem que a fabricação de itens e a prestação de serviços se tornem mais inteligentes, aumentando sua eficiência e reduzindo seus custos.

A Indústria 4.0 não foge a essa regra. Na verdade, podemos dizer que ela eleva o conceito de produção inteligente a um nível completamente novo, isso por meio de soluções que viabilizam até mesmo a operação autônoma de fábricas. Um resultado possível graças a tecnologias como as que vamos citar agora.

Inteligência artificial

Entre os fatores que impulsionam a Indústria 4.0, não é um exagero alegar que a inteligência artificial é um dos mais importantes. Isso porque, graças a ela, outras tecnologias podem apresentar um desempenho ainda mais elevado.

A inteligência artificial pode ser descrita como um software capaz de apurar dados de forma autônoma e aprender com eles. Graças a essa característica, o sistema tende a evoluir por conta própria, melhorando o modo como administra as tarefas que lhe foram confiadas.

A combinação da inteligência artificial com o conceito de robotização viabiliza a criação de máquinas inteligentes, capazes de operar sem a intervenção direta de um ser humano. Por fim, é válido ressaltar que a tecnologia pode ser aplicada em diversas áreas. Como um exemplo, podemos citar o atendimento ao cliente.

Internet das Coisas

O conceito de Internet das Coisas, por sua vez, está relacionado à capacidade dos dispositivos de se comunicarem, permitindo que operem de forma mais inteligente. Por meio dessa tecnologia, todas as máquinas e equipamentos de uma indústria podem trocar informações em tempo real.

Esse fluxo de dados pode, por exemplo, alimentar uma inteligência artificial e fornecer a ela informações relevantes para embasar suas decisões. Portanto, a Internet das Coisas é indispensável para a aplicação das chamadas fábricas inteligentes.

Cloud computing

O cloud computing, também conhecido como computação em nuvem, é uma solução que permite que indivíduos, companhias e organizações armazenem seus dados digitais em servidores externos administrados por empresas especializadas na tutela de informações.

Ao contar com esse serviço, uma empresa pode reduzir custos com um servidor próprio. Além disso, as companhias que prestam esse serviço fazem uso das mais modernas soluções em backup e proteção, o que reflete positivamente na segurança de informações sensíveis.

É válido ressaltar, porém, que esse serviço vai além do armazenamento de dados e já oferece soluções para que empresários usem seu poder computacional na operação de softwares, uma funcionalidade que tende a reduzir seus custos de hardware.

Preparando uma empresa para a Indústria 4.0

Embora a 4° Revolução Industrial acarrete uma série de vantagens, os negócios que não se prepararem adequadamente para ela vão ficar para trás e perder espaço no mercado. A grande questão é: como preparar uma empresa para esse novo cenário?

Verifique as necessidades da empresa

Em primeiro lugar, o gestor precisa levar em consideração que companhias diferentes, ainda que atuem no mesmo setor, podem não ter as mesmas necessidades. Isso significa que uma solução que deu certo em outra empresa pode não atender às suas expectativas.

O caminho para evitar esse problema é mapear a operação da empresa e identificar quais áreas podem se tornar mais eficientes.

Busque soluções inteligentes

Após o time de gestão encontrar todos os pontos da empresa que precisam ser otimizados, o passo seguinte será pesquisar a solução mais adequada para elevar sua eficiência.

Nesse momento, é interessante que a empresa conte com os serviços de um profissional especializado. Esse cuidado se faz necessário para garantir que a solução será útil e a mais indicada para o seu negócio.

Embora confiar em um profissional especializado para atualizar a operação da empresa seja uma atitude recomendável, isso não dispensa o time de gestores da necessidade de se atualizar. Afinal, eles precisam compreender as tecnologias que utilizam em seu trabalho.

Além disso, é indispensável que os colaboradores, que utilizarão diariamente as novas ferramentas, recebam a capacitação necessária para operá-las. Mais do que um treino raso, é preciso compreender os conceitos por trás da tecnologia e entender como ela pode aumentar a produtividade da empresa e facilitar a rotina.

A evolução da indústria cria oportunidades para que empresários elevem o desempenho de seus negócios, aumentando, assim, suas margens. É válido ressaltar, porém, que ela também torna o mercado mais exigente, de modo que apenas as empresas que se prepararem serão capazes de crescer e conquistar novos clientes.

Depois de ler este artigo, você entendeu o que é a Indústria 4.0 e conheceu as tecnologias que a tornam tão impactante. Siga nossos perfis no Facebook e LinkedIn e receba mais conteúdos relevantes!

Posts relacionados