Veja 4 erros cometidos no orçamento de TI!

4 minutos para ler

Fazer uma boa estruturação do orçamento de TI ajuda a garantir resultados positivos para a empresa, além de reduzir o risco de comprometer o budget do negócio. O investimento na tecnologia da informação é um fator determinante para uma empresa alcançar o sucesso.

Que estamos vivendo em uma era que é praticamente inaceitável estar desconectado do meio digital, não restam dúvidas. Sendo assim, ao definir as prioridades referentes ao setor tecnológico, o gestor tem mais segurança e evita cometer erros que podem comprometer o bom desempenho da companhia. 

Antes que você finalize seu orçamento, confira, neste texto, pontos que precisam da sua atenção para fazer um bom investimento nas operações. Continue a leitura!

1. Não investir em segurança e backups

A performance de uma organização está diretamente ligada às questões de segurança, que têm a capacidade de garantir tranquilidade para os colaboradores, clientes, parceiros e gestores. 

Os dados são uns dos principais ativos de uma empresa — e podem estar sujeitos a vazamentos e invasões, por exemplo. Por isso, o investimento em segurança e backups garantem:

  • redução de custos se houver perda de informações;
  • tranquilidade (por meio de uma rotina automática das cópias digitais);
  • melhoria no controle feito pela gestão;
  • acesso das informações de maneira adequada;
  • caso necessário, os ativos estarão disponíveis de forma simplificada.

2. Não capacitar os colaboradores

A capacitação das equipes é um elemento essencial para instituições que desejam ter bons resultados ao usar da tecnologia. Portanto, quando estiver preparando seu orçamento de TI, separe uma quantia para investir em recursos para o treinamento adequado dos colaboradores. 

Assim, eles estarão devidamente preparados para utilizarem as inovações e, com isso, poderão garantir um bom funcionamento das tarefas. Se esse aspecto for negligenciado, a produtividade será comprometida e a empresa não vai conseguir aproveitar o potencial que os sistemas podem oferecer. 

Manter a equipe sempre qualificada é mais importante ainda, afinal, são desenvolvidas:

  • novas plataformas;
  • metodologias;
  • linguagens de programação;
  • e formas de lidar com a tecnologia.

Se a empresa tiver colaboradores preparados para lidar com essas mudanças, é mais fácil para se manter eficiente e atualizada. 

3. Não ter uma infraestrutura enxuta

Se por acaso todo seu orçamento esteja sendo investido apenas na manutenção de uma infraestrutura que está se tornando obsoleta rapidamente, você deve rever o modelo que está usando. 

O gestor deve dar uma atenção especial para o planejamento do orçamento direcionado ao setor de TI, que deve ser capaz de suportar o crescimento sustentável da empresa em relação à qualidade, rentabilidade, eficiência, produtividade, inovação e inteligência competitiva. 

O modelo adequado para o seu negócio precisa atender aos objetivos e considerar as análises de escala, demanda, segurança, carga de trabalho, investimento etc. Deve-se avaliar e identificar a maturidade dos processos que forem considerados críticos de acordo com as metas estabelecidas pela empresa. 

4. Deixar de atualizar softwares e máquinas

Durante a definição do orçamento de TI, o gestor precisa observar quais softwares e máquinas necessitam ser trocadas e atualizadas, a fim de evitar possíveis problemas. 

Fazer uma análise nesse setor, observando, com cuidado, o que precisa ser mudado, auxilia a otimizar os recursos que ajudam durante a rotina e afetam a produtividade

Portanto, os gastos relacionados à tecnologia são importantes para as organizações e têm a capacidade de contribuir positivamente para obter os resultados. Dessa forma, é essencial manter o bom acompanhamento dos gastos desse setor. 

Gostou de saber quais erros você pode evitar cometer ao definir o orçamento da sua empresa? Deixe um comentário com sua opinião!

Posts relacionados

Um comentário em “Veja 4 erros cometidos no orçamento de TI!

Deixe um comentário