People Analytics: guia rápido sobre o que é e o impacto na empresa

6 minutos para ler

Usar grandes volumes de dados para fazer boas escolhas é algo estratégico. Ao contar com dados verídicos e volumosos, é possível ter uma visão sistêmica e tomar decisões certeiras no trabalho. Ao adotar essa ideia à gestão de pessoas, tem-se o people analytics.

O termo people analytics já é popular no mundo dos negócios. É possível encontrá-lo em livros, cursos e na prática, dentro das empresas mais bem-sucedidas. Mas, afinal de contas, o que é people analytics? Quais seus resultados para a empresa? E para os colaboradores?

Nos tópicos seguintes, explicamos essas e outras questões. Você vai entender o conceito de people analytics, onde aproveitá-lo e quais os benefícios disso. Boa leitura!

Primeiro, o que é people analytics?

Nos últimos anos, os dados — que são unidades básicas de conhecimento — assumiram um papel protagonista no mundo dos negócios. Várias empresas adotaram técnicas para extrair grandes volumes de dados, depois estruturá-los e usá-los para fazer boas escolhas.

No RH, o uso de grandes volumes de dados é chamado de people analytics — em tradução livre, significa algo como “análise de dados de pessoas” ou apenas “análise de pessoas”.

Em outras palavras, é um método que une dados volumosos sobre os recursos humanos e tecnologia de ponta para permitir que os gestores tomem decisões de forma acertada, como quem contratar, demitir ou promover. Assim, podem ter resultados fora do lugar-comum.

Ao adotar os dados como insumo básico para decisões, o gestor pode abrir mão do achismo e depender menos da sua intuição. Logo, promoverá uma gestão mais justa e funcional.

Como o people analytics pode ser aplicado?

Há inúmeras possibilidades de aplicação do people analytics. No recrutamento e seleção, por exemplo, para garantir que o candidato mais talentoso seja contratado. Ou mesmo no treinamento da equipe, reduzindo o desperdício de recursos. Entenda melhor, adiante.

Recrutamento e seleção (R&S) de talentos

O processo de recrutamento e seleção consiste na busca e triagem de profissionais, no intuito de que os mais talentosos ocupem os cargos disponíveis na empresa.

Ao usar grandes volumes de dados sobre os candidatos e mercado de trabalho, é possível saber em qual região estão os maiores talentos, como eles costumam se candidatar às vagas de trabalho, quais são os melhores canais de comunicação, entre muitas outras coisas.

Com esses insights, é possível promover melhorias no R&S e garantir que mais talentos sejam estimulados a integrar a empresa. Assim, empresa, RH e talentos ganham.

Desenvolvimento de novas competências

Todos os profissionais precisam de um conjunto específico de competências técnicas e comportamentais, como a habilidade de falar em público ou ler arquivos em outro idioma. Portanto, eles precisam ser continuamente treinados e desenvolvidos.

Felizmente, o people analytics também tem lugar no treinamento e desenvolvimento. Ao contar com dados sobre o atual nível de competências dos colaboradores, que geralmente podem ser extraídos de planilhas ou softwares, é possível definir os treinamentos futuros mais adequados, as competências que precisam ser desenvolvidas e os melhores métodos.

Formação de grandes equipes

O termo team building é usado para se referir ao processo de formação de grandes equipes de trabalho, envolvendo técnicas de integração, motivação e treinamento. No entanto, para arquitetar uma equipe, é preciso conhecer os gargalos que devem ser eliminados.

Pense nos gargalos como pontos fracos. Ao usar grandes volumes de dados, esses gargalos ficam mais visíveis. Ao extrair dados do ponto eletrônico, por exemplo, é possível saber se o time costuma faltar ou ser pontual ao trabalho, depois aprimorá-lo nesse quesito.

Os dados também podem ser usados para medir a aderência dos profissionais aos seus colegas de trabalho e à própria cultura organizacional, o que é chamado de fit cultural. Logo, será possível contar com uma equipe preparada, aderente e assídua ao local de trabalho.

Qual o impacto do people analytics na empresa?

Como pode ver, o people analytics não é uma tendência, e sim uma evolução natural e essencial à gestão de pessoas. Ao adotá-la no local de trabalho, diversas vantagens podem ser obtidas. Adiante, explicamos algumas dessas vantagens e como elas impactam a empresa.

Tomada de decisão acertada

Boas decisões são essenciais à gestão de pessoas. Ao fazer más escolhas, o gestor pode prejudicar a carreira de um profissional, reduzir os resultados do RH e, por consequência, afetar toda a empresa.

O primeiro — e talvez, principal — impacto do people analytics está na tomada de decisão. Com dados bem analisados, é possível reduzir a margem de erro e ter mais segurança nas escolhas. Por consequência, os erros, desperdícios e conflitos serão reduzidos.

Construção de um RH estratégico

É impossível pensar em um RH estratégico que não use grandes volumes de dados a seu favor. A estratégia consiste exatamente em analisar o atual cenário da gestão de pessoas e propor melhorias, depois identificar “como” isso será feito.

Portanto, um segundo benefício é o reforço do aspecto estratégico do RH. Os gestores poderão ter uma visão mais profunda e completa dos recursos humanos, bem como das táticas que podem ou não dar certo.

O reforço do RH estratégico tem impacto na competitividade da empresa. Um estudo veiculado pela Harvard Business, por exemplo, mostra como empresas com boas práticas de RH possuem desempenho cerca de 51% superior à média do mercado.

Monitoramento dos resultados

Por fim, há que se considerar o monitoramento dos resultados. Grandes volumes de dados ajudam a identificar o que está dando certo e o que não está. Eles fornecem boas métricas e indicadores-chave de desempenho, que podem ser usados para a melhoria contínua.

Então, com o people analytics, o gestor tem mais clareza dos resultados obtidos com os projetos, se eles apresentam um retorno sobre investimento satisfatório e como podem ser melhorados. Com esse monitoramento, é possível identificar e corrigir eventuais gargalos.

Veja, agora está por dentro do tema. People analytics é a análise de dados dos profissionais e equipes da empresa, bem como de outros dados úteis à gestão de pessoas. Essa análise pode ser aplicada ao recrutamento, treinamento e formação de equipes, entre outras tarefas do RH. Seus benefícios são diversos, e o acerto na tomada de decisão é só o primeiro.

Gostou do nosso artigo, certo? Então, que tal continuar aprendendo conosco?! Temos um e-book que explica como a indústria 4.0 está revolucionando o RH. Aproveite para conferir.

Posts relacionados

Deixe um comentário