5 pontos a considerar na avaliação de provedores de armazenamento em nuvem!

6 minutos para ler

Graças à Transformação Digital, chegamos a um período em que o acesso a informações de qualidade é fundamental para que empresas e indústrias possam elaborar estratégias e embasar sua tomada de decisões. Neste novo cenário, em que o uso inteligente de dados se faz indispensável, tecnologias e serviços como os prestados pelos provedores de armazenamento em nuvem tendem a ganhar cada vez mais destaque, especialmente com relação à segurança e disponibilidade de dados.

O que ocorre porque, por meio desse tipo de serviços, empresas são capazes de guardar informações sensíveis em servidores externos, protegidos e administrados por profissionais altamente qualificados.

A grande questão é que, em meio a tantas empresas fornecendo o serviço, avaliar aquela que melhor atende às necessidades de uma empresa pode ser uma tarefa difícil. Levando esse fato em consideração, preparamos este conteúdo com orientações sobre o tema.

Confira artigo a seguir e descubra 5 pontos a considerar antes de optar por um provedor de armazenamento em nuvem!

1. Demandas da empresa

Por mais que as empresas tenham semelhanças, principalmente aquelas que se enquadram no mesmo setor e têm o mesmo porte, suas diferenças criam necessidades únicas de operação, de modo que uma ferramenta capaz de revolucionar a empresa “X” pode ser inútil para a empresa “Z”. Tal realidade cria uma necessidade real de que os gestores compreendam as verdadeiras necessidades da empresa que administram.

Neste contexto, antes mesmo de começar sua pesquisa por provedores de armazenamento em nuvem, o time de gestores precisa mapear as demandas da empresa. Afinal, tudo o que a companhia precisa é terceirizar o armazenamento de dados? É interessante para a empresa implementar outras soluções em nuvem, como softwares que lhe permitam acompanhar seus indicadores de desempenho, ou que otimizem outras funções?

Uma vez que os controladores do negócio descobrem suas demandas, a tarefa de optar por um servidor adequado se torna mais simples.

2. Proteção de dados

Ao menos em um primeiro momento, quando pensamos em contratar um serviço, o preço costuma ser o fator mais importante. O problema é que, ao se deixar levar apenas pelo custo, contratando um serviço de baixa qualidade, a empresa pode sofrer com prejuízos causados pela baixa qualidade ou por falhas de segurança.

Considerando a importância dos dados sensíveis de uma empresa, e os danos que a sua perda ou vazamento poderiam causar, chegamos à conclusão de que eles devem ser armazenados e protegidos com o maior cuidado possível.

Por essa razão, o servidor em nuvem escolhido para guardar as informações da companhia deve oferecer soluções eficientes em firewall e backup. Além disso, os certificados de qualidade ― uma prova de que a empresa responsável pelo armazenamento em nuvem implementa boas práticas de governança em TI ― devem ser vistos como um diferencial.

3. Soluções em criptografia

Além do firewall e de sistemas de backup e antivírus, existem muitas outras tecnologias úteis que os provedores de armazenamento em nuvem podem implementar para garantir a integridade dos dados protegidos em seus servidores. Dentre essas tecnologias, as soluções em criptografia podem ser consideradas uma das mais úteis e relevantes.

Caso a empresa tenha em mãos a sua própria chave de criptografia, ela será capaz de administrar o acesso a seus dados de um modo muito mais eficiente, impedindo até mesmo que os administradores do servidor tenham acesso a informações sensíveis e confidenciais. Uma vantagem que pode ser otimizada caso o servidor criptografe as informações já quando elas são enviadas e armazenadas.

Algumas pessoas menos atualizadas a respeito da importância da segurança da informação podem ver essa funcionalidade como um exagero. Mas a verdade é que, caso uma empresa tenha dados sobre sua operação vazados, seus concorrentes podem descobrir seus segredos, o que acabaria com qualquer vantagem estratégica.

Além disso, o vazamento de informações financeiras pode abrir brechas para pessoas mal-intencionadas, que poderiam fazer fraudes e minar o patrimônio da empresa.

4. Disponibilidade de informações

Embora boa parte das pessoas, principalmente em países como o Brasil, ainda trabalhe de forma tradicional em uma empresa, o home-office tem crescido, de modo que muitos colaboradores já desempenham suas funções em casa. Além disso, não é incomum que um funcionário precise ter acesso a informações relacionadas às suas atividades para executar tarefas fora da empresa.

Para atender a essa demanda, a empresa responsável pelo armazenamento em nuvem deve fornecer a seus clientes a possibilidade de acessar os dados armazenados em tempo real, independentemente do local onde eles estejam ou do dispositivo que utilizem para realizar esse acesso.

Também é necessário que esse serviço seja fornecido de forma constante, sem interrupções ou falhas que impeçam a empresa de acessar seus dados. É verdade que, por mais perfeito que seja um sistema, falhas sempre podem ocorrer. Mas servidores de armazenamento em nuvem eficientes contam com uma série de soluções e sistemas de segurança para garantir que seus usuários não percam o acesso a seus dados.

5. Respeito a Lei Geral de Proteção de Dados

Com a finalidade de proteger os dados de sua população, e de impedir que as informações pessoais de seu povo sejam usadas de modo indevido por empresas e organizações, o governo brasileiro implementou a Lei Geral de Proteção de Dados. Um conjunto de regulamentações elaborado para definir regras claras para o uso e para o armazenamento de informações de terceiros.

A nova lei entra em vigor já em agosto de 2020, de modo que as empresas, principalmente aquelas que precisam armazenar informações de seus clientes, como o nome e o CPF, precisam estar preparadas para a nova realidade. Nesse contexto, é importante que os serviços de armazenamento em nuvem estejam em conformidade com a nova regulamentação e forneçam suporte para que seus clientes se adaptem a ela.

Conforme a indústria 4.0 se torna mais presente em nosso dia a dia, a necessidade de que empresas se ajustem às soluções tecnológicas e ao uso inteligente de dados passa a ser cada vez maior. Nesse cenário, serviços como o armazenamento em nuvem tendem a ser cada vez mais utilizados. Antes de optar pelo serviço, porém, é importante que os gestores observem os pontos que foram indicados neste artigo.

Agora que você entende como escolher o melhor entre os diversos provedores de armazenamento em nuvem, o que acha de aprender mais a respeito da segurança de dados? Leia mais este artigo e descubra como aumentar a proteção das informações sensíveis de sua empresa!  

Posts relacionados

Deixe um comentário