Saiba o que é o servidor dedicado e para quem é indicado

7 minutos para ler

Conforme uma empresa cresce, e passa a atender um número maior de clientes, é natural que ela precise realizar alguns investimentos estruturais, para de fato ser capaz de atender às novas demandas. Neste contexto, um servidor dedicado pode ser um dos investimentos mais relevantes que uma empresa pode fazer.

Isso acontece porque, ao fazer uso dessa tecnologia, uma companhia tem acesso a níveis mais elevados de poder computacional — o que pode otimizar o funcionamento de um site ou de aplicações e estruturas armazenadas em nuvem.

Dada a importância desse tema, decidimos elaborar um conteúdo com informações mais completas sobre ele. Leia o artigo e descubra, de uma vez por todas, o que é um servidor dedicado e entenda para quem essa tecnologia é indicada!

Afinal, o que é um servidor dedicado?

Hoje em dia, plataformas digitais, como sites, blogs, redes sociais e aplicações em nuvens são muito presentes em nosso cotidiano. Afinal, é normal que as pessoas acessem diariamente uma série de páginas digitais, em busca de informações relevantes.

A grande questão é que, assim como ocorre com um software, para que essas aplicações digitais funcionem, elas precisam ser executadas em uma máquina que ofereça poder computacional, o servidor.

Quando um blog ou site é lançado, é natural que o número de visitas recebidas por ele não seja tão alto, de modo que sua operação não demanda muito poder computacional. Nesse caso, eles podem dividir o poder computacional de um mesmo servidor com outros sites e blogs, o que chamamos de hospedagem compartilhada.

Mas, conforme o número de visitas diárias aumenta, o poder computacional da hospedagem compartilhada pode ser insuficiente, o que tende a tornar o carregamento de páginas mais lento e, em algumas situações, pode até mesmo tirar o site do ar.

Frente a essa situação, o dono do site pode optar por contratar um servidor particular, para atender de forma exclusiva seu site. Esse é o chamado servidor dedicado!

Como esse tipo de servidor funciona?

A grande diferença entre um servidor dedicado e a hospedagem compartilhada é que, ao optar por ele, o contratante pode usar seu poder computacional como achar melhor. Isso significa que ele pode usar a máquina para executar seus sistemas de um modo mais eficiente e até mesmo alugar parte do poder de computação, contratado por ele, para terceiros.

Optando por essa solução, o contratante precisa lidar com algumas escolhas importantes. Dentre elas, podemos citar os requisitos técnicos do servidor contratado e o sistema operacional, que será adotado por ele.

É importante ressaltar que a administração de um servidor exige conhecimentos específicos e medidas de segurança de dados, de modo que o contratante provavelmente vai precisar investir na contratação de profissionais para lidar com essas funções.

Apesar desses custos, para muitas empresas a autonomia entregue pelo servidor dedicado é indispensável. Nesse caso, o investimento tende a ser compensado pela otimização no uso de softwares e aplicações.

Quais as suas vantagens?

Agora que você sabe o que é um servidor dedicado, e entende como ele funciona, continue a leitura e confira algumas de suas principais vantagens!

Performance otimizada

Quando pensamos em um servidor dedicado, é inevitável mencionar sua performance otimizada! Afinal, nesse modelo de contratação, toda a máquina e seu poder computacional passam a ser utilizados por um único contratante.

Na prática, isso significa que o contratante pode usar completamente recursos como:

  • IOPs de disco;
  • memória;
  • e CPU.

Talvez alguns gestores possam achar esse poder computacional exagerado. Mas a questão é que algumas atividades que requerem um grande fluxo de tráfego nos servidores, como o lançamento de uma campanha de marketing, podem ser prejudicadas por falhas e interrupções sem ele.

Flexibilidade para personalização

Para atender melhor seu público alvo, é natural que uma empresa pense em ajustes para a sua aplicação digital, para que ela se adeque melhor a este público. Seja essa aplicação um blog, um site ou mesmo uma plataforma de serviços digitais.

A questão é que, em uma hospedagem compartilhada, os limites de banda e as regras, necessárias para que todos os produtos hospedados tenham bom desempenho, podem limitar algumas aplicações mais específicas.

Um problema ao qual o servidor dedicado não está sujeito. De modo que, ao optar por ele, o contratante pode implementar os programas e soluções que achar melhor, desde que eles se alinhem aos requisitos técnicos do servidor em questão.

Segurança de dados e informações

Quando uma pessoa ou empresa contrata um servidor dedicado, ela recebe o seu controle total como administrador. Isso significa que o contratante pode implementar medidas de segurança, como backups automatizados, antivírus e firewall.

Além disso, como apenas o administrador e o pessoal autorizado por ele podem acessar o servidor, a segurança dos dados e das informações não será comprometida pela falta de cuidado de terceiros. Um problema que infelizmente pode ocorrer em uma hospedagem compartilhada.

Para que tipo de empresa um servidor dedicado é indicado?

Dadas as características e funcionalidades do servidor dedicado, é fácil chegar à conclusão de que ele exige um orçamento de TI elevado, pelo menos em comparação à hospedagem compartilhada. Neste contexto, para que o uso desse tipo de servidor seja interessante, o retorno entregue por ele deve ser mais relevante do que os seus gastos de contratação e operação.

Companhias que precisam lidar com grande volume de tráfego

Neste contexto, empresas que precisam administrar sites muito visitados — ou que fazem uso de campanhas de marketing que levem um grande volume de tráfego a seus sites e páginas — podem precisar fazer uso dessa solução.

Empresas que trabalham com software como serviços

O SaaS, software como serviço, surgiu como uma solução interessante para empresas. Para que uma companhia administre esse tipo de negócio, porém, ela precisa contar com um servidor próprio para executar o software oferecido como serviço para seus clientes.

Por motivos de segurança e eficiência, uma hospedagem compartilhada não é compatível com esse modelo de negócios, a não ser que ela tenha servidores com Alta Disponibilidade (HA). E que conte com soluções como o Load Balance, uma tecnologia capaz de equilibrar a carga de trabalho do servidor às demandas da aplicação, hospedada por ele.

Companhias que operam uma intranet

Por questão de segurança e proteção de dados, muitas empresas optam por bloquear o acesso à internet em seus dispositivos, e por permitir que eles se comuniquem apenas por meio de uma rede de intranet local.

Neste contexto, o servidor dedicado pode ser usado para administrar essa rede, fornecer poder computacional extra aos dispositivos conectados a ela e até mesmo para executar medidas de segurança, como um firewall.

Por fim, é importante ressaltar que um servidor exclusivo pode beneficiar outros tipos de empresas e modelos de negócio. Tudo dependendo das demandas da companhia em questão, em relação a autonomia e poder computacional.

Agora que você entende o que é um servidor dedicado, e sabe que empresas podem ser beneficiadas por essa tecnologia, compartilhe o artigo em suas redes sociais e ajude mais pessoas a conferir essas informações!  

Posts relacionados

Deixe um comentário