RH e as transformações pós-pandemia: Saiba como adaptar sua empresa

6 minutos para ler

A pandemia do COVID-19 tem promovido muitas mudanças no RH. Atualmente, muito do trabalho é feito remotamente, os processos são administrados com softwares de ponta e as reuniões são digitais. Como adaptar o RH a essas transformações pós-pandemia?

Antes de responder a essa pergunta, é preciso deixar claro: a transformação digital não é apenas algo emergencial, que logo vai desaparecer. É uma tendência à gestão de pessoas, e se seu negócio não souber aproveitá-la, pode ficar para trás. Mesmo antes do COVID-19, 89% dos líderes denominavam o RH digital como algo importante ou muito importante.

Nos tópicos seguintes, explicamos detalhadamente como adaptar o RH às transformações pós-pandemia e garantir que isso melhore os resultados da empresa. Continue lendo.

Redesenhe seus processos para o digital

O RH conta com uma enorme quantidade de processos. Eles são essenciais tanto para a empresa quanto para os talentos, pois determinam quem será contratado, promovido e até demitido. Felizmente, esses processos podem ser ajustados ao mundo digital.

Imagine, por exemplo, a rotina de RH — que envolve a administração de benefícios, o cálculo da folha de pagamento, a distribuição de holerites, entre outras coisas. Ela pode ser digitalizada, permitindo que todas as suas atividades sejam feitas pelo computador.

A medida que processos são digitalizados, o RH não precisa paralisar suas operações. E mais, ganha em flexibilidade, produtividade e precisão no que realiza.

Essa digitalização depende, em grande parte, da adoção de um software de administração de recursos humanos. É preciso buscar uma tecnologia que realmente atenda às demandas da gestão de pessoas e permita a melhoria dos processos. Assim, é muito mais fácil alcançar ótimos resultados.

Compartilhe seus dados por meio da nuvem

Ao longo do expediente, o RH precisa utilizar uma série de dados. Por exemplo, acessar o registro de ponto eletrônico para verificar quais profissionais faltaram ou se atrasaram para o expediente, assim como para calcular salários ou administrar benefícios.

Quando todos esses dados estão no computador da empresa, há dois problemas: primeiro, eles tornam-se indisponíveis para usuários externos; além disso, geram mais insegurança, dado que esses computadores podem ser corrompidos ou acessados ilegalmente.

Nesse aspecto, o cloud computing tornou-se essencial. Ele permite que os dados sejam salvos na nuvem e acessados de qualquer lugar, desde que exista acesso à internet.

Sendo assim, todo o time de RH e profissionais que precisarem de dados sobre a gestão de pessoas podem acessá-los pela nuvem. Não será preciso ir até a empresa. Além disso, tais dados serão acessados com e-mail e senha, o que torna todo o processo mais rápido, flexível e seguro.

Invista no formato remoto de trabalho

Outro ponto importante é o trabalho remoto. Em razão da COVID-19, muitos profissionais tiveram que trabalhar em casa (home office). É importante ressaltar que, em muitos casos, mesmo após a pandemia, esse modelo pode continuar. A razão: há muitos benefícios.

Primeiramente, o trabalho remoto gera mais conforto aos profissionais, pois não é preciso pegar trânsito para chegar até a empresa nem gastar energia com esse percurso. E mais, a empresa é beneficiada, pois pode reduzir uma série de custos não estratégicos (como gastos com transporte, energia elétrica e espaço no local de trabalho).

Tendo isso em vista, aproveite para investir mais no trabalho remoto. Estabeleça políticas que digam o que os talentos podem (e não podem) fazer remotamente, depois explique o porquê. Invista em tecnologias que facilitem o trabalho home office, como bons softwares, notebooks e celulares corporativos. Assim, os talentos estarão devidamente preparados.

Reflita, ainda, sobre como tarefas rotineiras podem ser feitas. Por exemplo, a reunião dos times, o envio de feedbacks, as avaliações de desempenho. É preciso estudar (e adaptar) toda a estrutura ao formato remoto. Se isso for bem feito, a empresa obtém muitas vantagens.

Redirecione sua cultura organizacional

O processo de transformação digital não pode ocorrer apenas externamente, com novas tecnologias e processos. É preciso olhar mais fundo, enxergar a cultura do empreendimento. Sem uma cultura que valorize o digital, será difícil promover mudanças duradouras.

Para ficar claro, pense na cultura como o conjunto de prioridades da empresa. É o que todos os talentos, em conjunto, entendem que é importante. Se a tecnologia é desprezada e a transformação digital não faz sentido aos profissionais, significa que esta não é parte da cultura. Logo, mesmo que você adquira boas tecnologias, elas não serão “compradas” pelo time.

Há algumas técnicas para promover mudanças graduais na cultura e orientá-la para o digital. Primeiramente, explique a importância disso. Deixe claro que a tecnologia não tem o papel de substituir trabalhadores, mas complementar seu trabalho. Além disso, invista em bons treinamentos, deixando os talentos aptos para lidar com tecnologias de ponta.

Automatize as tarefas mais repetitivas

Por vezes, o RH perde tempo, energia e dinheiro com tarefas repetitivas. A triagem de currículos, a distribuição de holerites e a coleta manual de dados do registro de ponto são bons exemplos disso. Essas tarefas manuais tornam o RH mais moroso e oneroso.

Felizmente, hoje, boa parte das tarefas burocráticas e repetitivas podem ser automatizadas. Isso significa que modernos softwares podem executá-las, enquanto os profissionais de RH focam no que é estratégico e realmente importante ao expediente.

Com a pandemia do COVID-19, tornou-se ainda mais importante focar no estratégico. O motivo: os gestores de RH precisaram se dedicar mais na reorientação, adaptação e no bem-estar dos talentos. Sem isso, torna-se muito difícil manter qualidade e produtividade.

Para tal fim, reflita acerca de quais rotinas de RH podem ser automatizadas e pesquise por softwares de ponta que facilitem esse processo. Com isso, terá ótimos resultados.

Veja, agora você está por dentro do que muda na rotina do setor de recursos humanos com as transformações pós-pandemia. Note que a tecnologia tornou-se uma grande aliada do RH e de toda a empresa, permitindo a otimização das tarefas diárias e a melhoria dos resultados. Portanto, invista em tecnologias que possibilitem a automação de tarefas, digitalização de processos e compartilhamento de dados na nuvem.

E então, gostou do nosso artigo? Aproveite para continuar aprendendo conosco. Descubra o que é RH 4.0, como ele beneficia a sua gestão de RH e como adotá-lo. Vamos lá!

Posts relacionados

Deixe um comentário